Existe redução da fertilidade masculina devido ao uso do cigarro eletrônico?

Postado em Atualizado em

Cigarro eletrônico pode afetar fertilidade masculina

A fertilidade masculina é afetada por diversos hábitos de vida, dente eles o tabagismo. Nos últimos anos, houve um aumento no número de usuários do cigarro eletrônico, contudo ainda não havia evidências concretas quanto a repercussão deste hábito sobre a fertilidade masculina.

Estudo recente sobre o tema

Em junho de 2020 foi publicado na Human Reproduction, um estudo transversal dinamarquês que incluiu dados de questionários aplicados em 2008 homens usuários cigarro e maconha (entre os anos de 2012 a 2018), destes 1.221 passaram a usar cigarro eletrônico e/ou rapé entre os anos de 2015 e 2018.

As variáveis analisadas foram a idade média dos usuários, bem como a correlação entre as alterações nos parâmetros hormonais reprodutivos (testosterona total e livre, globulina ligadora de hormônios sexuais, LH, estradiol e razões de inibina B/FSH, testosterona/LH e testosterona livre/LH) e seminais (contagem total de esperma e concentração de esperma) com o tipo de tabagismo.

Resultados

Os resultados encontrados, quando comparados os parâmetros seminais dos homens não tabagistas com os usuários de cigarro eletrônico diário, mostraram uma contagem significativamente menor no número de espermatozoides totais (147 milhões contra 91 milhões), mesmo caso dos fumantes diários (139 milhões contra 103 milhões). Metade da população estudada era fumante de cigarro (52%), 13% usavam cigarro eletrônico, 25% usavam rapé e 33% maconha.

Quando avaliados os níveis hormonais entre tabagistas e não tabagistas, encontrou-se 6,2% e 4,1% de testosterona total e 6,2% e 6,2% de testosterona livre, respectivamente. Já os usuários de maconha apresentaram níveis significativamente mais altos de testosterona total (8,6%).

Por ser o primeiro estudo evidenciando as repercussões do uso do cigarro eletrônico na fertilidade masculina, até então desconhecido e subestimado, faz-se importante recomendar a suspensão do uso em casais que desejam engravidar.

Autor(a):

Camilla Luna

Graduada em Medicina pela Universidade Estácio de Sá/RJ ⦁ Pós-graduada em Saúde da Família pela Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ) ⦁ Residência em Ginecologia e Obstetrícia na UERJ ⦁ Pós-graduada em Reprodução Humana na UNIGRANRIO • Residência em Reprodução Humana no Hospital Pérola Byington • Aperfeiçoamento em Reprodução Humana no Humanitas Research Hospital (Itália)

Referências bibliográficas:

  • Holmboe SA, et al. Use of e-cigarettes associated with lower sperm counts in a cross-sectional study of young men from the general population. Human Reproduction. 2020 Jul;35(7):1693–1701. doi: 1093/humrep/deaa089.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s